escravidão legal

A escravidão legal se caracteriza pelo tolhimento da vontade em decorrência das leis/normas vigentes. Ocorre principalmente em lugares onde as leis são mais rígidas que a moral predominante. A lei que não é  expressão dessa moral configura um cerceamento da liberdade.

A liberdade de agir é limitada pelas leis. Elas objetivam propiciar a evolução da raça humana mediante o balizamento da conduta. Entretanto, para que a pessoa possa evoluir com felicidade, elas não podem estar em descompasso com a moral predominante.

A escravidão legal, quando de alcance generalizado, leva a um estado de insatisfação coletivo. e, portanto, é preciso que as leis evoluam em harmonia com a moral dominante, e esta com a educação, de forma a possibilitar à sociedade ser feliz.