somos 7 bilhões



Pelos cálculos da ONU, já foi atingida a marca de 7 (sete) bilhões de habitantes no planeta e estima-se que chegaremos aos 10  (dez) bilhões de habitantes no ano de 2100.

Atualmente no mundo:

  • A pobreza assola 67% da população;

  • 11,5% da população  são responsáveis por 60% do consumo;

  • Cerca de 24 mil pessoas morrem diariamente devido à fome;

  • O consumo de recursos naturais excede em 50% a capacidade de reposição da natureza.

Os números evidenciam claramente que, mantidas as condições previstas para o crescimento demográfico, haverá a desintegração da condição de vida no planeta. Para que isto não aconteça, não podemos simplesmente acreditar na capacidade de recuperação/reação da natureza e na do ser humano de superar obstáculos mediante desenvolvimento de novas tecnologias, pois, caso o resultado não seja o esperado, poderemos ter um longo período de sofrimento para a humanidade. Urge, portanto, acelerar o processo evolutivo  dela, para que tenhamos:

  • Uma mudança de foco do Ter para o Ser, com a consequente redução do consumismo;

  • Maior equilíbrio na distribuição da riqueza e no consumo;

  • Redução na taxa de crescimento  populacional;

  • Redução do consumo para um patamar compatível com a capacidade de reposição da natureza.

Uma mudança nos moldes proposto requer um longo tempo para ser implementada, mas é a única opção para que tenhamos um dia vida sustentável na Terra.